O presidente do Tribunal de Justiça, José Roberto Bedran, liberou a continuidade das obras da linha 5-lilás do metrô de São Paulo, mas manteve o afastamento do cargo do presidente da companhia, Sérgio Avelleda. Na semana passada, a juíza da… 9ª Vara da Fazenda Pública, Simone Gomes Rodrigues Casoretti, havia determinado a paralisação das obras, a suspensão da execução dos contratos e determinado o afastamento de Avelleda devido à suspeita de fraude na concorrência da obra, de R$ 4 bilhões. Para o presidente do TJ, a suspensão dos contratos “importará em grave dano à ordem administrativa, quanto ao regular andamento da licitação de obras públicas, à saúde e economia públicas”, pois, segundo ele, as demolições de mais de 200 imóveis desapropriados já estão na fase final. Leia mais (22/11/2011 – 16h27)

Leave a Reply

Your email address will not be published.