Mentoras para novos grupos cristãos são procuradas em curso de discipulado apoiado pela Portas Abertas 

Fonte: portasabertas

Ario*, um ministro parceiro e mentor de vários grupos de novos cristãos, diz que “procurar líderes como mentores para a comunidade de convertidos pode ser extremamente difícil”. Porém recentemente, em uma aula de discipulado que a Portas Abertas apoia, ele identificou uma jovem cristã ex-muçulmana com potencial para liderança. Isso é raro de se encontrar, especialmente em um país onde a cultura patriarcal comanda todos os aspectos da vida, combinada à perspectiva islâmica de que a mulher vem em segundo lugar.

Diva*, de apenas 19 anos, pode facilmente enganar você. Usando um hijab (véu islâmico) rosa brilhante combinando com sua roupa, ela se passa por uma ingênua estudante universitária. Mas espere até abrir a boca. Rajadas de frases são disparadas como uma metralhadora: rápida e precisa. Ela apresenta suas ideias de forma coerente, podendo achar uma resposta para quase tudo. Quando fala de sua aventura com Jesus, suas mãos dançam tão animadamente quanto suas palavras.

Mas ela pode nem sempre ter sido fã de Cristo. Muitos anos atrás, a garota brilhante costumava pensar que a pessoa mais santa era Maomé. Sua discipuladora cristã, que conheceu “por acaso”, a desafiou a cavar mais fundo. Enquanto continuava lendo o alcorão, descobriu que Jesus é o caminho para a salvação. “No islã, as pessoas são proibidas de falar sobre Jesus, apesar de ser mencionado por todo o alcorão. Apenas os curiosos e de mente aberta conectam os pontos e o encontram”, disse. Ela começou a visitar sua mentora diariamente e certa vez ficou na casa dela por um mês para aprender mais sobre Jesus, levantando suspeitas dos pais.

Cristianização
Rumores se espalharam de que ela fora “cristianizada”. Quando os pais questionaram se ela tinha se tornado cristã, ela respondeu: “Eu não vejo nada de errado em aprender sobre outras religiões. Vocês me falaram para estudar bem. Isso é exatamente o que eu estou fazendo”. Hoje, dois anos depois de conhecer Jesus, Diva ainda não falou para os pais sobre sua fé e a comunidade de discipulado que faz parte. “Eu apenas disse que me uni a um grupo missionário que espalha a mensagem da paz. Mas a cada vez que tenho a chance, mostro para eles Jesus no alcorão, mesmo que leve com frequência eu e meu pai a discussões acaloradas”, conta.

“Seguir a Jesus não é legal. Carregar nossa cruz não é confortável. Aprender a Bíblia é um desafio. Mas você colhe o que planta”, disse Diva sobre os desafios que enfrenta por seguir a Cristo. A jovem é grata pela comunidade de cristãos onde participa do discipulado e encontra apoio espiritual. Lá, cristãos fortalecem uns aos outros. “Isso constrói meu caráter e fé. Também aprendo novos métodos de pregar o evangelho. Ainda posso orar livremente e me descubro amando Jesus mais a cada dia”, declara. Cristãos secretos e futuros líderes, como Diva, foram chamados para causas diferentes, mas são unidos por uma missão: expandir o reino de Deus e amor na terra.

*Nomes alterados por segurança.

Pedidos de oração

  • Ore por Diva, para que Deus dê estratégia de como contar sobre sua fé aos pais.
  • Apresente esses futuros líderes da Indonésia, que o Senhor os capacite a cada dia.
  • Interceda pelo discipulado que é oferecido, para que os alunos possam crescer espiritualmente e amadurecer sua fé.

República da Indonésia

 REPÚBLICA DA INDONÉSIA

  • Tipo de Perseguição: Opressão islâmica
  • Capital Jacarta
  • Região Sudeste Asiático
  • Líder Joko Widodo
  • Governo República presidencialista
  • Religião Islamismo, cristianismo, hinduísmo
  • Pontuação 65

POPULAÇÃO
MILHÕES

POPULAÇÃO CRISTÃ
MILHÕES

Leave a Reply

Your email address will not be published.