O cientista criacionista norte-americano Ken Ham, que frequentemente fala contra o crescimento do ateísmo na sociedade, disse que os ateus “fazem uso da cosmovisão cristã, mas continuam rejeitando a Deus”, uma vez que a visão de mundo ateísta é “falida, sem sentido e sem esperança”.

“Como os ateus determinam o que é certo e o que é errado? Bill Nye me disse que há ‘um consenso da tribo’, mas, em seguida, tudo é subjetivo. Como os ateus poderiam falar sobre a moralidade? Sem uma base absoluta de onde eles desenhar suas linhas? Quem desenha as linhas? em última análise, isto falha”, Ham escreveu no Facebook na segunda-feira.

“Os ateus pedem emprestado a visão cristã de mundo, eles pegaram emprestado as ‘leis da natureza’, as ‘leis da lógica’. Estas visões assumem Deus, a quem os ateus rejeitam. A cosmovisão secular é, em última instância totalmente falida, sem propósito, sem sentido e sem esperança. Propósito, esperança e significado são encontrados apenas em Cristo”, acrescentou.

Ham, em seguida postou o link de um artigo de seu blog “Answers in Genesis” (“Respostas no Gênesis”), publicado no início desta semana, no qual ele admitiu que quando ele fala sobre o ateísmo nas mídias sociais, os ateus ficam chateados com ele.

“Eles odeiam ver o ateísmo sendo citado como uma religião ou uma crença. Mas é exatamente isso o que ele é”, escreveu Ham.

O artigo, em seguida, enumerou as diferentes formas em que o ateísmo por si só não oferece coisas como esperança, significado ou propósito.

Parte de exposição dentro do Museu da Criação, em Kentucky. (Foto: Christian Post)

No texto, Ken Ham disse que a Bíblia revela haver uma visão sombria da vida sem Deus.

“O livro de Eclesiastes (Antigo Testamento) traz um olhar filosófico no sentido da vida, expressa o desespero do vida vazio sem Deus com o refrão constante ‘tudo é vaidade’ (Eclesiastes 1: 2, 14, 2:17)”, indicou o artigo.

No passado, Ham argumentou que as lutas dos ateus contra os cristãos em suas batalhas legais não dizem respeito à separação entre Igreja e Estado nos EUA, mas se opõem a Jesus Cristo e Sua mensagem contra-cultural.

“A mensagem do cristianismo e da ressurreição de Jesus Cristo é contra-cultural. Nossa cultura [pós-moder] não gosta da mensagem de que existe apenas um caminho para salvação, que somos pecadores, merecedores de punição e que devemos nos arrepender e confiar em Cristo para sermos salvos”, escreveu o cientista que fundou, não apenas o blog criacionista, mas também o Museu da Criação e o parque temático ‘Ark Encounter’ (‘Encontro da Arca’), que proporciona um tour por uma réplica em tamanho real da Arca de Noé.

“Esta mensagem tem deixado as pessoas com raiva desde os dias de Jesus até hoje. As pessoas não vão parar de lutar contra ela até a volta de Cristo”, acrescentou.

O parque ‘Ark Encounter’, em Kentucky irá sediar a estreia mundial do novo filme do evangelista Ray Comfort, “The Atheist Delusion” (“A Desilusão Ateísta”), destinado a combater as crenças dos ateus, no dia 22 de outubro.

Comfort disse que é uma “honra” contar com o apoio do “Answers in Genesis” na estreia de seu filme.

“Desde o início, estávamos preocupados que as pessoas não levassem a sério um filme que ‘destrói o ateísmo com uma pergunta científica’. Mas ele faz exatamente isso, cientificamente confirmando a existência de Deus”, disse o evangelista em um comunicado enviado ao ‘Christian Post’.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN POST

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.