Polícia também colocou pastores em “condicional”, fazendo com que reportem sua localização e o que estão fazendo

Fonte: portasabertas

Bai Yahui*, uma irmã da China Central nos contou como a polícia fechou todas as igrejas domésticas na região e alertou pastores a não realizarem mais encontros. Pastores foram colocados em “condicional”. Além disso, foi dito a eles para se reportarem à delegacia de polícia e toda vez que recebessem uma ligação da polícia deveriam relatar seus movimentos e atividades. Eles ligam com frequência, mas em momentos diversos, dia ou noite.

De acordo com Bai: “Nós estamos constantemente no limite, mas nossa fé tem crescido e estamos mais determinados do que nunca a ver cristãos nessa área permanecendo fortes e compromissados com sua fé em Jesus. Nós começamos com encontros muitos pequenos, e agora, mais e mais irmãos e irmãs estão aceitando atuar como líderes de pequenas igrejas domésticas”.

A situação é tensa, mas eles sabem que Deus está se movendo, apesar das restrições. Foi organizado um encontro de líderes regional e chegaram ao acordo de que se um fosse preso, outro assumiria o trabalho. Também decidiram responder a polícia respeitosamente e em amor, caso eles gritem ou usem de força física para os fazer entregar o nome de outros cristãos.

*Nome alterado por segurança.

Pedidos de oração

  • Ore em favor dos pastores chineses, para que se mantenham firmes durante seus relatos à polícia.
  • Interceda pelas igrejas domésticas que foram fechadas, para que sejam reabertas.
  • Peça que os cristãos tenham domínio próprio e mansidão para responder à polícia.

República Popular da China

 REPÚBLICA POPULAR DA CHINA

  • Tipo de Perseguição: Opressão comunista
  • Capital Pequim
  • Região Ásia
  • Líder Xi Jinping
  • Governo Comunismo
  • Religião Budismo, cristianismo, islamismo, outros
  • Pontuação 65

POPULAÇÃO
1.4 BILHÃO

POPULAÇÃO CRISTÃ
97.2 MILHÕES

Leave a Reply

Your email address will not be published.