A Defesa Civil de Manaus interditou na noite de segunda-feira (21) oito salas de aula da Faculdade Esbam (Escola Superior Batista do Amazonas) após o surgimento de uma cratera de águas pluviais de dois metros de diâmetro no chão do prédio. Ho… uve pânico, mas nenhuma aluno foi ferido. No horário do incidente, por volta das 20h30 (22h30 em Brasília), cerca de mil alunos estavam dentro do prédio da Esbam, que tem 6.000 m² de área construída. Na área atingida pela cratera, 30 alunos estudavam na sala do curso de Pedagogia. Oito cadeiras escolares caíram dentro da cratera, disse o gestor da Esbam, professor Elizeu Rodrigues de Lima. Segundo ele, o prédio foi construído há 24 anos. Análises preliminares apontam que a cratera foi aberta por águas pluviais de uma tubulação deteriorada pelo tempo, mas da qual a faculdade não tinha conhecimento que existia. Leia mais (22/11/2011 – 16h18)

Leave a Reply

Your email address will not be published.