O pastor Vipin, que já foi agredido várias vezes e enfrenta ameaças na Índia, conta como venceu o medo

Fonte: portasabertas

Vipin*, de 42 anos, é pastor em seu vilarejo na Índia há 12 anos. Ele já foi agredido várias vezes e sua igreja também já foi vandalizada. Ele recebe ameaças de morte regularmente. Ele tinha medo, mas não mais. Uma equipe de parceiros locais da Portas Abertas na Índia se encontrou com o pastor Vipin para ouvir sua história.

A casa de Vipin é ao lado da igreja e foi lá que ele recebeu a equipe. Ele conta que cresceu em um lar cristão. Após ingressar no ministério pastoral, Vipin enfrentou oposição dos moradores do vilarejo. No entanto, ele continuou com os cultos e hoje cerca de cem pessoas participam dos cultos aos domingos.

Vipin compartilha: “Também tentamos construir uma casa no vilarejo, mas os moradores se opuseram e nos ameaçaram. Quando pastores de outros vilarejos vêm à nossa igreja, também são ameaçados e seus veículos são quebrados. Isso aconteceu em várias ocasiões. Mais de dez cristãos voltaram ao hinduísmo por causa da pressão da comunidade”.

Entrando e saindo pela janela

O pastor diz que muitas pessoas já sugeriram que ele saísse do vilarejo, dizendo que será morto se continuar lá. “Já houve tempos quando eu estava com tanto medo por meus filhos e família, mas não agora. Deixem-me lhes mostrar uma coisa.” Ao dizer isso, ele nos leva para um pequeno cômodo, que é seu quarto. Ele aponta para a janela e diz: “Até ano passado, eu usava essa janela para entrar e sair de casa; eu não podia usar a porta da frente”.

Vipin conta que tinha medo de ser atacado quando saísse de casa. “Mas, então, eu comecei a perceber que havia vizinhos hindus que moravam atrás da minha casa e me monitoravam quando eu entrava e saía pela janela. Foi como se Deus estivesse me dizendo que eu só posso encontrar proteção nele. Eu reganhei minha força nele e comecei a usar a porta da frente novamente. Agora, não tenho mais medo. Em todos os momentos de medo e confusão, eu percebi que a adversidade existe, mas Deus também está perto. E eu escrevi uma canção sobre isso”, testemunha o cristão.

O pastor começou a cantar a música de sua autoria e era visível que vinha do coração. A letra dizia: “Quanto mais problemas você enfrenta, mais você percebe a bondade do Senhor. Ele é bom para mim, ele é bom para mim. Embora as pessoas me façam mal, ele é bom para mim. As pessoas vão fazer coisas más, mas sim, ele é bom para mim”.

Nos passos do Mestre
O pastor Vipin foi convidado para participar de um treinamento de preparação para perseguição da Portas Abertas. Nosso objetivo é equipá-lo e encorajá-lo a continuar firme diante da perseguição. Você pode contribuir para que pastores e líderes, como Vipin, sejam fortalecidos através de treinamento bíblico. Conheça a campanha e participe.

*Nome alterado por segurança.

Pedidos de oração

  • Ore pelo lugar que está sendo usado para os cultos dominicais, pois precisa ser reformado. Ore para que não haja oposição dos moradores do vilarejo e para que tenham os recursos suficientes.
  • Peça pelos estudos dos filhos do pastor Vipin, para que sejam bem-sucedidos e tenham um bom futuro.
  • Interceda pela vida dos cristãos do vilarejo que enfrentam perseguição. Clame para que eles prosperem e todos vejam a boa mão de Deus sobre eles.
  • Ore para que mais pessoas sejam acrescentadas à igreja e para que os perseguidores se arrependam e venham a Cristo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.