Ação é resultado de uma lei aprovada no ano passado e lida com blogs que interagem com grupos radicais

Fonte: portasabertas

O Ato de Segurança Digital (aprovado em outubro de 2018 em Bangladesh) permitiu até agora que as autoridades bloqueassem o acesso a mais de 18 mil sites, de acordo com a UCA News. Embora a maioria dos sites bloqueados envolvam pornografia ou jogos de apostas, a lei também está sendo usado para bloquear blogs populares.

Os nove blogueiros ateístas mortos por radicais muçulmanos no país nos últimos anos eram ativos em um desses sites. Após um protesto público, a restrição ao blog em questão foi suspensa. No entanto, esse processo de bloquear sites tem revelado algumas coisas interessantes a serem percebidas. Mostra qual possível poder está por trás da lei de segurança digital. Indica também quão conservador o governo está se tornando e tem que lidar com o efeito colateral de que muitos agem como ferramenta para interação com grupos islâmicos.

Enquanto isso, como relatado pelo jornal francês LaCroix International, o maior partido islâmico, Jamaat-e-Islami (que tem laços estreitos com a oposição do Partido Nacionalista de Bangladesh), está lutando para permanecer como uma força política séria após a saída de diversos líderes. Para a minoria cristã, no entanto, isso traz um pouco de conforto desde que o partido no poder começou a se tornar incrivelmente conservador.

Pedidos de oração

  • Ore pelo partido no poder, para que possa agir com justiça, independente de fatores religiosos.
  • Interceda pelos cristãos locais, para que não sejam prejudicados pelas ações do governo.
  • Apresente Bangladesh em suas orações, o país encontra-se na 48ª posição da Lista Mundial da Perseguição 2019.
República Popular de Bangladesh

 REPÚBLICA POPULAR DE BANGLADESH

  • Tipo de Perseguição: Opressão islâmica
  • Capital Daca
  • Região Sudeste Asiático
  • Líder Abdul Hamid
  • Governo República parlamentarista
  • Religião Islamismo, hinduísmo
  • Pontuação 58

POPULAÇÃO
166.4 MILHÕES

POPULAÇÃO CRISTÃ
869.0 MIL

Sobre o Colaborador

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.