O ator está lançando a nova série “The Story of God” (A história de Deus) e falou sobre suas experiências, ao viajar por sete países e avaliar as visões de diferentes culturas e religiões sobre temas, como ‘vida após a morte’, criação, Deus e milagres.

Prestes a estrear a série “The Story of God” (A história de Deus) para o canal de TV a cabo ‘National Geographic’, Morgan Freeman expressou o seu repúdio àqueles que usaram – e ainda usam – o nome de Deus como justificativa para cometer atrocidades e genocídio e destacou que “matar em nome de Deus não exime da culpa”.

Em entrevista à Agência Efe, o ator veterano que tem grandes sucessos de Hollywood na história de sua carreira, explicou que esta nova programação chega em um contexto no qual a religião “está mais presente do que nunca no mundo todo”.

Segundo Freeman, ele pessoalmente “crê em Deus” de alguma forma, mas destacou que o foco da questão deve ser não somente a existência de Deus, mas o relacionamento com Ele.

“Essa pergunta é a verdadeira luta durante toda a vida, principalmente quando se chega a uma certa idade”, afirmou o ator, que chegou a fazer o papel de Deus no cinema, no filme “Todo Poderoso”, com Jim Carrey, em 2003.

Nesta nova série para a ‘National Geographic’, Freeman passa por sete países – Israel, Vaticano, Índia, Mongólia, Egito, Guatemala e Estados Unidos – buscando respostas para grandes questionamentos que a humanidade faz a si mesma.

“Nos últimos meses, viajei para dezenas de cidades e pude me unir ao chamado à oração no Cairo, aprendi a meditar com um líder budista, visitei os templos maias da Guatemala e discuti sobre razão e fé na Academia Papal de Ciência”, relatou.

Freeman revelou que mesmo, não conseguindo um encontro com o Papa, achou interessante a teoria dos membros da Academia Papal de Ciência sobre a criação do mundo.

“Pude falar com os cientistas da Academia Papal de Ciência e gostei da sua teoria, de que o Big Bang existiu, mas não pode explicar por si mesmo a criação”, disse.

O ator destacou que o que mais o impressionou nessas viagens, foi que “não importa para onde vá, no canto do mundo em que se perder, sempre encontrará muito presente a ideia de Deus”.

A nova série apresentará seis episódios: “Afterlife” (“A Vida Após a Morte”), “End of Days” (“O Fim dos Tempos”), “Creation” (“Criação”), “Who is God?” (“Quem é Deus?”), “Evil” (“Demônio”) e “Miracles” (“Milagres”).

“Agora, após 40 dias de filmagens, minha oração é para que as pessoas gostem de assisti-la”, declarou o ator. FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DA UOL

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.