Na última terça-feira (8), o senador Magno Malta participou do debate sobre PEC dos Gastos Públicos e, logo após, em plenário, aproveitou para propor a redução e posterior congelamento dos salários de políticos e juízes ligados ao Supremo Tribunal Federal.

“Tem que fazer um teto para os grandes salários. Nós não podemos viver com gente desempregada e o pequeno empresário não podendo investir, contratar mais uma pessoa porque da empresa dele foi subtraído, mas tem juiz ganhando 100 mil reais; porque tem funcionário do Senado que ganha 60 mil reais”, disse o senador.

“Está todo mundo nessa crise. Com um teto salarial de 15 mil reais ninguém vai morrer de fome, não. Nem ministro do Supremo, nem senador, nem deputado federal”, acrescentou Malta.

A proposta do senador é manter o teto salarial pelos próximos 20 anos, para ajudar o país a se recuperar da crise e reconsolidar sua economia.

“Defendo um teto salarial para todos os poderes nos próximos 20 anos. Vamos reduzir salários, R$ 15 mil está bom para senadores e magistrados. O sacrifício tem que ser de todos”, destacou.
PEC 241
A PEC dos Gastos Públicos tem gerado protestos por propor também limites de gastos em setores como saúde e educação. Escolas e universidades públicas de todo o Brasil têm sido ocupadas por militantes que se opoem ao Governo Temer e protestam contra a Proposta de Emenda Constitucional.

A ocupação desses prédios das instituições de ensino chegaram até mesmo a afetar a realização do Enem 2016, deixando grande parte dos alunos impossibilitados de fazer a prova.

FONTE: GUIAME

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.