Um vídeo gravado pelas câmeras de segurança de um comércio registrou o momento onde um grupo de jovens se preparava para atacar evangélicos que voltavam de uma igreja.

Momentos de terror foram registrados pelas câmeras de segurança de Eugenio Martini, um comerciante do Centro de Vitória, capital do Espírito Santo. O estado passa por um momento de caos por conta da paralisação total de militares. As imagens mostram uma cena que aconteceu na noite do último domingo (5) e que está ganhando as redes sociais.

Os homens que frequentam uma igreja na região defenderam mulheres e crianças que estavam na rua. Os transeuntes estavam assustados, pois um grupo de 17 jovens estavam se aproximando da Praça Costa Pereira.

O vídeo mostra a movimentação que se inicia quando três mulheres e um homem começam a correr por uma rua paralela à praça. Uma delas estava com uma criança de colo e eles queriam desviar do grupo que estava amedrontando. Ainda no registro, é possível ver um casal que voltou no caminho e pediu ajuda.

Proteger a família

Em determinado momento do registro, um dos jovens simula estar armado e vai na direção dos fiéis. Neste momento, a tensão aumenta. Logo na outra esquina, cerca de 20 homens se unem. Depois de perceber que o homem evangélico estava armada, um dos jovens começa a correr.

Para Eugênio, os homens estavam apenas protegendo suas famílias. “Eles espantaram e protegeram a família. O desejo popular vem por conta do direcionamento da segurança pública. A população precisa ir às ruas se defender”, disse em reportagem para o Gazeta Online.

Foi o próprio comerciante que gravou e editou os vídeos. Ele afirma que viu a cena em casa, no momento em ela estava acontecendo. “Estava assistindo. É como as coisas têm que acontecer. Teve o extremo, de caras assustando as senhoras e os homens de verdade protegendo a família e a sociedade”, contou ele que já reside no Centro há 30 anos.

Eugênio ainda contou que costuma publicar vídeos do Centro de Vitória, mas que esse foi o que teve maior alcance. “O vídeo está com mais de 190 mil visualizações. Isso é a expressão popular. Desde que cheguei no Espírito Santo, há 30 anos, nunca vi uma tragédia dessa”, ressaltou.

Confira o vídeo:

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO GAZETA ONLINE

Sobre o Colaborador

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.