Centenas de estudantes chineses — a maioria ateus —  estão se rendendo a Cristo em seu período de estudos nas universidades dos Estados Unidos.

De acordo com a Aliança Bíblica Universitária, mais de 304 mil chineses foram matriculados nas faculdades e universidades americanas em 2015. Dentre estes, 12% aceitaram a Cristo por meio das ações evangelísticas, relatou o site CBN News.

As conversões dos estudantes ao cristianismo são resultados das ações de ministérios cristãos nas faculdades, formado por alunos que oferecem amizade e uma palavra de encorajamento aos estrangeiros.

A estudante Li Xiang é uma das milhares de jovens chinesas que experimentou uma transformação de vida em Cristo. Quando Li pisou em solo americano, ela foi esmagada pelo choque cultural e pela saudade da família.

“A solidão era inevitável para mim. Não importava o quão forte eu tentasse me manter, eu me sentia vazia”, disse ela.

Sua vida teve um novo significado depois que ela foi convidada para jantar em uma igreja. “Parecia estranho as pessoas terem me chamado para um jantar incrível e começado a falar comigo como amigos”, disse Li.

Seus novos amigos cristãos a ensinaram a orar. “No momento em que eu estava muito confusa, tentei orar com outros americanos. Eu senti que Deus estava ao meu lado e os líderes da igreja começaram a explicar mais para mim”, disse ela.

Na vanguarda da missão de levar o Evangelho aos estudantes estrangeiros está a Igreja Chinesa Ágape. O principal foco do ministério é convidar os estudantes estrangeiros para a igreja, usando a música contemporânea para minimizar as diferenças culturais.

“Muitos alunos me disseram que nunca ouviram falar deste tipo de música. Embora eles não conheçam a Jesus, eles podem se sentar em silêncio para ouvir e sentir a música. Eles adoram essas músicas”, observa Li.

Os membros da Igreja Ágape cultivam relacionamentos com os alunos, os tornando mais dispostos a aprenderem sobre Jesus e a Bíblia. “O propósito deste ministério é permitir que mais jovens chineses conheçam a Jesus. Eles estão vivendo conosco, mas terão de enfrentar dificuldades e incertezas. A nossa igreja oferece ajuda a eles, e nós queremos que eles se sintam o mesmo amor que Jesus nos deu”, explicou Joshua Wang, pastor da Igreja Chinesa Ágape.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CHRISTIAN TODAY

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.