Depois que moradores presenciaram a cura de um jovem, todos os santuários que existiam na aldeia foram queimados e o chefe se rendeu a Cristo.

Uma aldeia inteira foi conquistada pelo amor de Cristo depois de ver a manifestação do poder de Deus, através da atuação de um ex-soldado em Mianmar, no sul da Ásia.

O primeiro contato que Dano teve com Deus foi em tempos de guerra, quando ele lutava ao lado do exército birmanês contra os rebeldes chineses. Tendo a vida poupada enquanto muitos soldados novatos morreram, ele reconheceu que Deus o salvou por um propósito.

Depois de concluir o serviço militar, Dano abriu um comércio de exportação de madeira e passou a se dedicar ao trabalho. “Eu exportava para a Tailândia e os negócios iam muito bem, embora o dinheiro nunca parasse em minhas mãos. Eu não tinha paz e vivia insatisfeito. Até que um dia fui conversar com o pastor Tachi Liek e pedi oração”, contou ele à Portas Abertas.

“Meu espírito e minha alma ansiavam pela paz e o alimento espiritual que recebi fez com que todas as minhas dúvidas e preocupações desaparecessem”, ele lembra.

Depois que Dano voltou a frequentar a igreja, ele se envolveu no ministério de evangelização e se ofereceu ao chefe de uma aldeia para dar aulas às crianças, gratuitamente, mas foi avisado para não falar de Jesus naquele lugar.

Mesmo com a proibição, Dano pregou o Evangelho e passou a orar pelos enfermos, que foram curados. Muitos aldeões o denunciaram, mas ele persistia em andar pela aldeia nas madrugadas para orar pela região.

“Assim como eu fazia nas forças armadas, caminhava pelas noites escuras e reivindicava aquela terra para o Senhor. Minha família jejuava com o mesmo propósito e, apesar das ameaças, nunca tivemos medo. O Senhor protege os seus”, afirmou.

Embora Dano fosse frequentemente perseguido pelos líderes da aldeia, de maneira milagrosa, eles nunca o encontravam. “Já apontaram para mim uma arma, mas ela não funcionou”, lembra.

Mesmo em meio a perseguição, muitas pessoas daquela aldeia estavam conhecendo Jesus através de Dano. No entanto, o cenário mudou depois que um jovem da família de um dos chefes foi tomado por uma grave doença. “Eles buscaram médicos, magos, monges budistas e ninguém conseguiu ajudá-lo”, conta.

Sem notar nenhum avanço no quadro do filho, o líder da aldeia procurou Dano para orar pelo jovem, que foi curado. No dia seguinte, todos os santuários que existiam na aldeia foram queimados.

O chefe da aldeia e sua família se converteram ao cristianismo, junto de outras quatro famílias. Todos aqueles que o perseguiram se arrependeram e uma aldeia inteira foi conquistada pelo amor de Cristo.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE PORTAS ABERTAS

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.