ONG diz que 800 mulheres desistiram de interromper a gravidez

Cerca de sete mil evangélicos, de 100 igrejas diferentes se reuniram no último sábado (1) em uma marcha pró-vida diante de clínicas de aborto na cidade de Charlotte, no estado americano da Carolina do Norte.

Os organizadores do evento dizem que a caminhada de oração foi o ponto alto da campanha “Jornada da Esperança” com duração de 40 semanas, onde membros de quase todas as igrejas da região participaram de orações pelo fechamento da clínica Preferred Women’s Health Center. Pastores também pregavam alguns domingos de manhã em frente a clínica e os fiéis jejuavam toda as quartas-feiras, ao todo eles contaram com mais de 5 mil membros das igrejas da cidade.

“A melhor coisa sobre tudo isso é que não foi um evento de um só dia. Semana após semana as igrejas se juntarem em praça pública”, disse o fundador da Love Life de Charlotte, Justin Reeder. “Isso não está acontecendo para promover uma denominação. As pessoas não estão vindo para ouvir um pregador conhecido ou uma banda, estão indo até um lugar obscuro de nossa cidade. João 17 está sendo visto na nossa cidade semana após semana e isso faz diferença”.

“Nossas equipes de linha de frente estavam na frente daquele lugar para aconselhar as mulheres que procuravam aborto. As que aceitaram, nós levamos para nossa unidade móvel e fazíamos um ultra-som gratuito. Também oferecemos conselheiros cristãos que podiam apoiá-las, além do endereço das igrejas parceiras”, explicou Reeder.

Fonte: https://noticias.gospelprime.com.br

Deixe um comentário

Seu e-mail não será publicado.